sexta-feira, 25 de novembro de 2011

FENAJ e sindicatos dos jornalistas lutam pela aprovação da PEC 033/2009

Por Fernanda Brandão.

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e os sindicatos dos jornalistas realizam manifestação no espaço físico e virtual pela aprovação da PEC 033/2009, que acrescenta o art. 220-A a Constituição Federal , para dispor sobre a exigência do diploma de curso superior de comunicação social, habilitação jornalismo, para o exercício da profissão de jornalista.
A PEC 033/2009 de autoria do senador Antonio Carlos Valadares (PSB/SE) foi apreciada pelo Senado no último dia 16, mas três medidas provisórias adiaram a pauta do Senado sem data definida. “Apesar da sessão desta quarta-feira ter ocorrido após um feriadão, dia 16, no momento de pico verificou-se a presença de 68 senadores”, conta José Carlos Torves, diretor da FENAJ.

A FENAJ e os sindicatos filiados convocaram a categoria para agir em bloco e pressionar os senadores a realiarem a sessão e garantir que a PEC 033/2009 seja aprovada pela maioria.

O Sindicato dos Jornalistas da Paraíba (Sindjor-PB) resolveu incentivar e mobilizar os profissionais da área a lutarem a favor da PEC do Diploma. "Como membros da diretoria estamos nos mobilizando, encaminhando emails, utilizando as redes sociais e até mantendo contato direto com os senadores da Paraíba para tentar garantir que os mesmos votem a favor da PEC 033", explicou Rafael Freire, presidente do Sindjor-PB.

A entidade sindical paraibana também está fazendo discurso no espaço virtual, enviando emails para os profissionais da comunicação solicitando o apoio e a adesão à mobilização, disponibilizando as listas de contatos de todos os senadores e deputados da federação. Também foram divulgados os perfis do twitter dos senadores paraibanos (@cassiocl, @senadorvital e @cicerolucena) para que a pressão também possa ser exercida na rede social. Devido esses políticos serem bastante presentes e atuantes neste tipo de ferramenta de comunicação.

Segundo Adísia Sá, jornalista e professora, é uma das fundadores do primeiro curso superior no Ceará, na Universidade Federação do Ceará (UFC), nunca acreditou que isso fosse acontecer. “Nós vivemos cada vez mais em um mundo capitalista. Capitalista quer produto feito e de qualidade. Quanto mais você fizer uma faculdade bem feita, mais você tem oportunidade”. Ela explica que vai haver uma “seleção natural”, na qual vencerá o mais competente. Além disso, ela disse acreditar na volta da obrigatoriedade do diploma. “Nenhum empregador vai querer gastar dinheiro para alguém aprender”, afirma.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Propaganda social conscientiza sobre vida saudável, tabagismo, estatuto do idoso e educação no trânsito



O projeto Propaganda Social é um dos projetos de produção experimental da Faculdade 7 de Setembro, que estimula alunos da disciplina de Produção Publicitária em Rádio, TV e Cinema a produzir campanhas educativas.


As mais recentes produções dos alunos giram em torno de temas como: vida saudável; tabagismo; estatuto do idoso e educação no trânsito.

Vale a pena conferir: http://www.fa7.edu.br/ypiranga/caderno.php?id=552!

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Atendimento das telecomunicações irrita consumidores


Por Fernanda Brandão.

O que mais irrita os consumidores não são os problemas nos serviços ou nas faturas com cobranças indevidas. Mas na hora de resolver os problemas, a demora no atendimento das empresas acaba se tornando o maior problema. A
pesquisa do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça, mostra que 86,2% do total das 18.500 queixas são referentes ao atendimento das empresas de telefonia fixa e celular e de TV por assinatura. Para os órgãos, o grande desafio para o mercado é rapidez na solução dos problemas que, na maioria das vezes, são causados pelas próprias empresas.


Roberto Madruga, diretor da consultoria ConQuist, observa que nos cinco pontos mais reclamados há questões de entendimento do atendente, falta de rapidez de solução ou de retorno e, o pior, a ligação interrompida antes de ser finalizada:
— O consumidor quer acesso facilitado; simplicidade e agilidade no atendimento; ser tratado com atenção; mas, mais do que tudo, quer rapidez na solução do seu problema. A empresa está perdendo dinheiro quando o consumidor volta a ligar. Além do que, é ofensivo abandonar o cliente quando ele precisa de ajuda.
Na opinião de Cláudia Araújo, professora de Gestão de Serviços da Coppead/UFRJ, os processos das empresas são fragmentados, um não continua o atendimento do outro:
— O foco das empresas não é na satisfação do cliente, mas o funcionário atender mais pelo menor preço. Por esta conta, a ligação cai quando passou do tempo destinado ao atendimento, mas o consumidor não conseguiu resolver seu caso. O objetivo é ganhar mais clientes, e não buscam ter os atuais satisfeitos.

O estranho é que a maioria delas se defende

A Vivo informa que em 31 dos 32 meses de existência do Índice de Desempenho de Atendimento (IDA), divulgado pela Anatel, a empresa obteve desempenho superior às outras companhias do setor e destaca o percentual de suas queixas (23,7% do total) está aquém da sua participação de mercado (29,5%). A Oi diz que fez grandes investimentos para por em prática as normas do SAC. E afirma que realiza um programa contínuo de melhoria de qualidade e implementou cinco frentes de trabalho: modelo de atendimento, gestão de pessoas, informacional, tecnologia e processos. A Claro declara compromisso junto ao DPDC e que investe constantemente em tecnologia, processos, ferramentas e treinamento de pessoal especializado para melhor atender a seus clientes. A Telefônica informa que trabalha constantemente para aprimorar a qualidade do atendimento aos seus 15 milhões de clientes em São Paulo.

A Net esclarece que, de acordo com o último IDA de TV por Assinatura, a empresa foi a única a obter nota máxima.A SKY informa que segue 100% das normas definidas pelo Código de Defesa do Consumidor e já recebeu inúmeros prêmios como empresa que oferece o melhor atendimento na categoria de TV por assinatura.

Diante de tanta defesa, ainda há aproximadamente 1.6000 reclamações no DPDC referentes ao atendimento das empresas de telefonia fixa e celular e de TV por assinatura.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

PESQUISA FARÁ UM PERFIL SOBRE O PROGRAMA DE INCLUSÃO DIGITAL NO BRASIL


Por Lucas Moura
A Secretaria de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações (MiniCom) assinou, nesta sexta-feira (18/11), um termo de cooperação com o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI), para realizar pesquisa sobre o Programa de Inclusão Digital no Brasil.. 
Jovens em formação nos espaços de Inclusão Digital
A pesquisa irá verificar se os espaços estão funcionando de forma adequada e quais tipos de resultado trazem para as comunidades em que estão instalados.
A metodologia do trabalho inclui a formulação de questionários e a definição de uma amostra mais próxima possível do universo de telecentros apoiados pelo MiniCom.
O assessor da Secretaria deInclusão Digital do MiniCom, Antônio de Pádua Brito, diz que a pesquisa é uma forma de comprovar o programa na prática. “Assim poderemos identificar os que estão funcionando efetivamente dentro da filosofia dos telecentros, que é ser não apenas um espaço público de conexão, mas um espaço também de capacitação, integração e formação de uma comunidade digital”.
Segundo o assessor, a pesquisa vai avaliar as mudanças causadas pelos telecentros nas comunidades, como melhoria de renda, de educação e de emprego. Terá a duração de um ano, a partir da data de assinatura do termo de cooperação. As primeiras atividades estão previstas para dezembro.

CBF ANTECIPA PARTIDA DA SÉRIE B


Por Lucas Moura


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou, na segunda-feira, a antecipação da partida da entrega da taça de campeão da Série B do Campeonato Brasileiro, ao time da Portuguesa.

O pedido da alteração foi realizado pela rede detentora dos direitos de transmissão da Série B, TV Banderantes. A CBF acatou o pedido feito pela entidade devido a partida não promover influência nos demais jogos do campeonato, que acontecerão simultaneamente no sábado.

A Portuguesa jogará contra o já rebaixado Duque de Caxias, pela penúltima rodada. O jogo acontecerá na próxima sexta, às 20h30, no Canindé. Anteriormente, a partida estava programada para ocorrer às 17h, do sábado.

Após esta partida, as equipes encerrarão as suas participações nesta edição da Série B no dia 26 de novembro, às 17h. Enquanto a Portuguesa visitará o Icasa, no Romeirão, o Duque de Caxias receberá o Boa Esporte, no Raulino de Oliveira.


Brasil e México lideram na violência contra a imprensa na America Latina


O Brasil lidera a posição de violência contra a impressa na América Latina. Perde somente para o México. Essa péssima posição está indicada na pesquisa realizada pelo Instituto Gallup

A violência é identificada em atos físicos como a morte de profissionais, que só em 2011, foram seis, entre jornalistas e repórteres cinematográficos. E também, contra a liberdade de impressa, onde o País está na 47ª posição, num total de 112 países pesquisados.

79% consideram que a imprensa é livre.
21% acham que o Brasil precisa melhorar nesse quesito. 

Daniel Slaviero, vice-presidente do Comitê Permanente de Liberdade de Expressão da Associação Internacional de Radiodifusão (AIR), diz que a situação é muito preocupante. “A ameaça e a intimidação, inclusive o risco físico do jornalista, mostram que ainda há muito disso no trabalho dos profissionais da imprensa. Temos cobrado insistentemente das autoridades e da polícia para que apurem os fatos e não deixem nenhum desses casos sem solução”. 

Em 2011 foram seis jornalistas assassinados no Brasil, entre profissionais e repórteres cinematográficos.

O vice-presidente Daniel Slaviero, avalia de forma positiva a pesquisa por fazer esse levantamento, porém ele considera tem que se avançar para garantia da liberdade de expressão no Brasil.“Podemos citar entre eles as inúmeras decisões judiciais obrigando veículos e jornalistas à censura prévia. Ou seja, que eles sejam impedidos de noticiarem alguns fatos”.
A pesquisa traz ainda dados de países como a Holanda, onde 95% dos cidadãos consultados pelo instituto disseram que a imprensa é livre. Na ponta de baixo está o Chade, país no centro-norte da África onde a imprensa é livre para apenas 27% da população.


Fonte: Coletiva.net

domingo, 20 de novembro de 2011

Folha de São Paulo começa a publicar matérias de freelancers após demitir 40 jornalistas

por Gabriel Mota

A redação do jornal Folha de São Paulo sofreu um corte de 10% no seu quadro de jornalistas, o que representou a demissão de 40 profissionais de comunicação empregados. Com isso, o jornal passou a publicar matérias de profissionais autônomos para cobrir o desfalque causado pelas demissões.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo (SJ-SP) ficou sem entender o motivo das demissões dos funcionários, já que aparentemente, a Folha de São Paulo vinha com um faturamento positivo nos últimos meses.

Foram desligados jornalistas dos cadernos “Classificados”, “Poder” e “Cotidiano”.

Para completar a situação, o caderno "Folheteen" também foi extinto do jornal. Alguns profissionais que já completavam mais de 20 anos de empresa também foram demitidos.

O Grupo Folha foi procurado para prestar maiores esclarecimentos, mas não quiseram se pronunciar, o que deixa o caso ainda mais intrigante.

Fonte: Portal FNDC

Matérias Relacionadas:

Folha de São Paulo demite cerca de 40 jornalistas e extingue o “Folhateen”

Folha de São Paulo enxuga custos e demite 10% da redação

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Grupo americano é investigado por controle ilegal de rádio em SP

O Ministério das Comunicações (MC) investiga a participação do grupo americano Disney ABC no controle da rádio Itapema FM, em São Paulo. O filho do ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso, é um dos investigados. 

Paulo Henrique Cardoso
 A emissora de nome fantasia “Rádio Disney” pertence a Paulo Henrique Cardoso, em sociedade com o grupo americano Disney. Paulo tem 71% da emissora, e o restante pertence ao grupo.

O MC apura se os americanos teriam maior atuação na programação e na operação da emissora, que funciona no prédio da Disney, em São Paulo.

O jornal Folha de S. Paulo procurou Paulo Henrique para falar sobre o caso. Ele delegou à Disney o esclarecimento sobre a gestão. O grupo disse que o comando da emissora é nacional.

Segundo a Folha, dois executivos da Disney, no Brasil, tem procuração para autorizar empréstimos, emitir cheques e vender bens da emissora, o que demonstra poder do grupo americano sobre a gestão da Rádio.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse que procurações semelhantes têm sido usadas para transferir a gestão de emissoras a empresas ou pessoas que não podem ou não querem aparecer como controladoras. O caso será levado ao Ministério Público.

Paulo Bernardo, disse ainda que o envolvimento do filho do ex-presidente não influenciou na investigação.

A legislação brasileira diz que o controle do capital das rádios tem de ser nacional, e a programação deve ser comandada por brasileiros.



TabWay, o tablet da Itautec feito para empresas

O TabWay foi apresentado ao mercado corporativo quarta-feira, (16). O tablet foi feito com software que pode se personalizar para cada cliente. Incialmente atendendo a quatro segmentos: saúde, educação, finanças e força de vendas.

Segundo a Itautec, o valor do TabWay será entre R$ 1,100 a R$ 1,600. “O tablet será vendido com os aplicativos específicos para o cliente. O real valor estará nos aplicativos e funções embarcadas”, contou Lauro Vianna, diretor de vendas da área de computação corporativa.

Especificações do modelo

Com tela multitouch capacitiva de 10.1 polegadas WXGA (1280x800 pixels), processador Nvidia Tegra 2 dual core de 1 GHz, memória interna de 16GB (expansível até 32GB via cartão microSD), 1GB de RAM, câmera frontal de 1,3MP e traseira de 5MP, porta mini USB e mini HDMI.

Assista AQUI o vídeo que apresenta o TabWay

O Android 2.2 (Froyo) é o sistema operacional utilizado. Mas a Itautec prevê que em 2012 o TabWay receberá o Ice Cream Sandwic, a versão 4.0 do Android.

Os tablets serão produzidos em Jundiaí, São Paulo. Mas vale destacar que a Itautec acaba de abrir um escritório em Tapei, Taiwan. O que poderá baratear o custo de componentes vindos da Ásia.

Ficou interessado? Não adianta buscar mais informações no site da Itautec. Até hoje (18), não tinha nada sobre o TabWay no próprio site.



Com informações de Info Online.


Notícias Relacionadas:

http://www.mundodostablets.com.br/artigos/itautec-apresenta-tablet-voltado-para-o-mercado-corporativo/

http://info.abril.com.br/noticias/tecnologia-pessoal/itautec-lanca-tablet-voltado-para-empresas-16112011-34.shl

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Chaves desbanca novo programa policial do SBT

Na última terça-feira (15), quando o SBT (Sistema Brasileiro de Televisão), colocou no ar o programa policial “Jornal Policial”, que mostra e acompanha as ações da polícia, foi desbancado pelo seriado mexicano Chaves, que faz parte da grade do SBT desde 1984.

A história do órfão, que mora em um barril na vila suburbana do México e de seus vizinhos, que sempre marca de nove a dez pontos no Ibope, conseguiu mudar a cabeça do Dono do Baú. De acordo com a jornalista Keila Jimenez, colunista da Folha de São Paulo, Silvio Santos, que pretendia integrar o programa a grade da emissora desistiu da ideia, já que o “Jornal Policial” não conseguiu ibope suficiente.







Saiba mais:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u496028.shtml

http://www.meionorte.com/noticias/jornais-e-revistas/chaves-da-o-dobro-do-indice-do-brasil-urgente-de-datena-141455.html

Crueldade nas redes sociais aumenta entre os adolescentes norte-americanos



Um estudo divulgado no dia 9/11 feito pelo Internet & American Life Project, em parceria com as organizações Family Online Safety Institute e Cable in the Classroom, descobriu que atualmente nos Estados Unidos, 95% dos jovens de 12 a 17 anos estão online, e 80% deles são usuários de redes sociais, para chegar a esses dados as instituições entrevistaram 799 jovens entre 12 a 17 anos e cada responsável (pais ou tutores) para saber como os adolescentes se comportavam e quanto tempo que eles passavam conectados as redes sociais.


Os resultados surpreenderam. Foi constatado que a maioria dos adolescentes visitam seus perfis em sites como Facebook e Twitter diariamente, tornando essas ferramentas de conversação e distribuição de informação, basicamente, em espaços sociais onde a vida real de cada individuo é compartilhada em rede, “para o bem ou para o mal”, diz o relatório do estudo.
Comportamentos agressivos e crueldade nas redes sociais também foi a principal questão analisada. De acordo com o estudo 88% dos adolescentes entrevistados afirmaram terem visto pessoas em rede serem agressivas e cruéis com outros também conectados, as situações estão distribuídas nos 12% que disseram testemunhar comportamento cruel com frequência, entre os 29% que disseram testemunhar às vezes esse tipo de comportamento e 47% dizem que já testemunharam uma vez ou outra.




Saiba mais:

http://br.noticias.yahoo.com/70-dos-jovens-americanos-se-sentem-confiantes-usaram-000935669.html

http://ambienteacreano.blogspot.com/2009/04/adolescentes-orkut-facebook-o-lado-bom.html

http://jovem.ig.com.br/oscuecas/noticia/2010/11/22/adolescentes+viciados+em+redes+sociais+podem+ter+comportamentos+de+risco+10218053.html

Texto na integra da pesquisa, em inglês: http://pewinternet.org/Reports/2011/Teens-and-social-media.aspx


Festival debate rumos da Televisão


Acontecerá entre os dias 16 e 22 de novembro, o Festival Internacional da Televisão 2011, o evento será no Oi Futuro do Flamengo, no Rio. Durante o festival será discutido tudo relacionado a televisão. O evento é organizado pelo Instituto de Estudos de Televisão (IETV), e conta com o patrocínio da Petrobrás com o apoio cultural do Oi futuro.

Entre os temas das discursões estão, as novas formas de cobertura esportiva, o conteúdo da programação e as tendências do mercado televisivo. Também faz parte da programação mostras competitivas e reuniões.

Os participantes brasileiros do evento são Tadeu Schmidt, Alex Escobar e Glenda Koslowski, da Rede Globo; Milene Domingues, da Record, e Maurício Portela, do Esporte Interativo, além de Seth Shapiro, CEO da New Amsterdam Media, e Richard Kastelein, CEO da Agora Media Innovation, que compõe a mesa internacional.

Empresa estrangeira de streaming faz parceria com a Oi

A Oi lançou este mês, o serviço de streaming Oi Rdio, em parceria com uma empresa estrangeira de música digital, a americana Rdio. Os clientes terão acesso a um portfólio de 12 milhões de músicas a um custo de até R$ 14,90.O streaming é um serviço que oferece ao cliente acesso ilimitado a um portfólio de áudio por uma assinatura mensal.

O serviço oferecido pela Oi, também vai ser disponível para clientes de outras operadoras. Os arquivos ficam armazenados em servidores de internet em algum lugar, sem que as pessoas possam baixá-las.

A pioneira de streaming no Brasil é o Sonora da Terra, que foi lançado há 5 anos. No sonora, os assinantes pagam uma mensalidade de R$20 reais. A GVT também utiliza o streaming de música como um diferencial para oferecer aos clientes. Há pouco mais de um ano, a operadora lançou o serviçoPower Music Club, que oferece um portfólio de 700 mil canções e 10 mil vídeos musicais de graça para os assinantes de internet rápida.

Lei aprovada: cargo de Jornalista em Fortaleza exige diploma para atuar no poder público local

por Gabriel Mota

Foi aprovada em Fortaleza, a lei que exige o diploma de jornalismo para profissionais formados que pretendem atuar na função de jornalista no poder público do estado do Ceará. A lei já está valendo há uma semana no estado.

A vereadora Magaly Marques argumentando a lei de aprovação do diploma na Câmara de Fortaleza

A proposta, que foi levada ao plenário pela vereadora Magaly Marques (PMDB) juntamente com a participação do vereador Guilherme Sampaio, foi aprovada na semana passada (01/09) e já está publicada no Diário Oficial do Município.

A comemoração da aprovação da lei de obrigatoriedade dos diplomas de jornalismo em Fortaleza

A vereadora argumentou na Câmara de Vereadores do estado, que o Supremo Tribunal Federal (STF) cometeu uma ação equivocada ao definir em 2009, que o diploma para exercer a função de jornalista não deveria ser obrigatório.

Para que o projeto tome proporções nacionais, uma nova proposta de Emenda à Constituição (PEC) está sendo levada ao Senado, onde a medida poderá ser aplicada em todo o país. Alguns municípios brasileiros já se anteciparam e começaram a adotar a nova lei.

Fonte: Portal Imprensa

Links relacionados

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Comissão discute Publicidade comercial em emissoras educativas

A proposta autoriza a veiculação de publicidade comercial na programação das emissoras de televisão educativa

Tramita na Câmara Federal Projeto de Lei 1311/11, de autoria do deputado Rogério Mendonça (PMDB – SC). A proposta autoriza a veiculação de publicidade comercial na programação das emissoras de televisão educativa. A Comissão de Educação e Cultura promove audiência pública amanhã (17) para discutir o PL.

O texto prevê 15% do tempo total da programação para veiculação de comerciais, exclusivamente, durante intervalos. A proposta veda a utilização de merchandising ou qualquer forma de publicidade fora desse período. A PL 1311/11 altera o Decreto Lei 236/67, que veda a veiculação de publicidade nas emissoras educativas e o patrocínio dos programas transmitido por esses veículos.

O debate foi solicitado pelo deputado federal Rui Costa (PT-BA). Ele ressaltou a importância da iniciativa. “O projeto mostra o cunho educativo e cultural das emissoras de televisão educativas e expõe as dificuldades por que passam essas emissoras”, justificou. Costa lembrou também das restrições orçamentárias e diploma legal bastante defasado, o que inviabiliza a melhoria na qualidade dos serviços dessas emissoras.

Os presidentes da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Daniel Pimentel Slaviero; e da Associação Brasileira de Radiodifusores (Abra), João Saad, participam do debate.

Leia a integra da proposta
PL-1311/2011
Links relacionados

http://migre.me/6aJ0x
http://migre.me/6aLWu 
http://marcioreinaldo.com.br/portal/camara/

Record compra briga de seu proprietário

Neste Domingo (13) o programa “Domingo Espetacular” iniciou um assunto que mais tarde se tornaria polêmica. Tomando as ideo

logias do seu proprietário Edir Macedo, a emissora criticou as novas correntes pentecostais. O ataque foi contra as igrejas e congregações que admitem ou pregam o chamado "cair no espírito”.




Empresário Edir Macedo criticou novas correntes pentecostais.



O Ato é uma prática onde o pastor ou líder religioso toca o corpo do fiel, e este tem uma espécie de desmaio, dessa forma, o ato é também nomeado como “Desmaio do Espírito Santo”.

Ainda em Setembro deste ano, o Bispo já havia criticado a prática em um programa na IurdTV, o alvo na época foi a cantora gospel, Ana Paula Valadão, que durante oração ministrada por Romualdo Panceiro, desmaiou após ter sua cabeça tocada.




O bispo criticou a cantora Ana Paula Valadão por ter “desmaiado no Espírito” durante oração.


A Reportagem apresentada no programa de ontem (13/11) durou cerca de 40 minutos. A emissora infiltrou produtores e repórteres, com aparelhagem escondida em cultos e um dos produtores se apresentou para ser tocado pelo pastor, por vários minutos esperou ter o “desmaio”, mas não desmaiou.

A reportagem causou repercurssao e revoltou pessoas e outros líderes religioso, inclusive os que não acreditam na prática, como Silas Malafaia. Além disso a hashtag #vergonharecord chegou ao trend topics do Brasil.



Questões

O grande questionamento que permeia as discursões é: Por que Macedo iniciou a briga com outros evangélicos? Uma das hipóteses é que ele teme pela perca do seu rebanho para estas outras congregações, que a cada dia conquistam mais fiéis. Dessa forma, o Bispo se utiliza do jornalismo para atacar seus concorrentes.



ÉPOCA: entrevista exclusiva com NEM

Por Patrícia Montenegro



Antes de ser preso, o traficante mais procurado do Rio de Janeiro deu entrevista a repórter da revista Época.

Dia 04 de Novembro a jornalista da Época, Ruth Aquino, conseguiu uma entrevista exclusiva com o traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem, o chefe do tráfico na Rocinha (RJ), maior favela do Rio de Janeiro.

Sem câmeras, nem gravador, a entrevista foi feita meia hora antes de Nem bater uma bola no campo de grama sintética da Rocinha. Mas somente foi publicada dia 14 de Novembro, após sua apreensão.

Através de contato com uma igreja que recupera drogados, traficantes e prostitutas, Ruth conseguiu marcar a entrevista. Ela aguardou por cerca de três horas e foi levada de moto a vários lugares diferentes.

“Meus intermediários estavam nervosos porque ‘cabeças rolariam se tivesse um botãozinho na roupa para gravar ou uma câmera escondida’. Cheguei a perguntar: “Não está havendo uma inversão? Não deveria ser eu a estar nervosa e com medo?”, contou a jornalista.

Ruth ficou surpresa com o local da entrevista. Ela esperava uma “sala malocada, cercado de homens armados”, mas Nem estava tranqüilo em um campo de futebol de grama sintética, preparando-se para entrar no jogo.

Nem falou sobre o secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, policiais, religião, ídolo, tráfico, UPP (Unidade de Polícia Pacificadora), drogas, prisão e recuperação.

Confira aqui a entrevista completa no site da Época.

Com informações do site Comunique-se


Notícias Relacionadas:

+ No total, foram recuperadas 132 armas na Rocinha

+ É preciso 'recuperar o tempo perdido', diz Beltrame na Rocinha


Justiça dos EUA obriga Twitter a fornecer dados de usuários ao governo



O juiz federal dos EUA, Liam O’Grady, manteve uma determinação de dezembro de 2010 para que o Twitter forneça informações de usuários a promotores. Advogados de defesa de três internautas que têm contas no Twitter, todos eles com alguma conexão com o site WikiLeaks, argumentaram que forçar o microblog a cooperar com a investigação fornecendo dados é uma invasão de privacidade e prejudica o direito à liberdade de expressão dos usuários.

Segundo os promotores, a lei federal conhecida como Ato de Comunicações Armazenadas permite, especificamente, que eles tenham acesso a informações como uma ferramenta investigativa de rotina. A lei em questão permite que promotores obtenham determinados dados eletrônicos sem um mandado de busca ou uma demonstração de causa provável. Em vez disso, o governo precisa apenas mostrar que há uma crença razoável para que os registros sejam relevantes para uma investigação criminal em curso.

A ordem da corte não busca o conteúdo dos tweets dos usuários, mas sim os endereços de IP associados às contas. Organizações que defendem e protegem os usuários do Twitter, como a União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU, sigla em inglês) e a Electronic Frontier Foundation, alegam que o governo pode usar estes endereços como ferramenta de rastreamento virtual para encontrar a localização física dele.

Liberdade de expressão e privacidade

Os advogados de defesa dos usuários acreditam que outros sites também foram alvos de ordens semelhantes, mas o juiz O’Grady não respondeu, afirmando que a legislação garante ao governo manter essa informação em sigilo. Para Aden Fine, advogado da ACLU, está havendo excesso por parte do Estado. “O governo não deveria ter permissão sobre a comunicação via internet de indivíduos sem um mandado e certamente não deveria poder fazer isto em segredo”. A ACLU representa um dos três requerentes da ação atual, que questiona a decisão de dezembro de 2010.

Fonte: http://www.fndc.org.br/internas.php?p=noticias&cont_key=744341